Translate

domingo, 28 de julho de 2013

Fotodiodos sobre silício

Não, não é uma experiência extracorpórea...é o principio básico do sensor da câmera digital....e o kiko se eu prefiro o triacetato de celulose e seus amiguinhos, no filme fotográfico tradicional?

Como havia dito, minha irmã também fotografa e muito, melhor e há mais tempo que eu. Na verdade, somos uma dupla, as “Irmãs Kodak”, apelido carinhoso, “tripudioso” e detentor de algum sarcasmo, dado pela nossa família. 

As Irmãs Kodak, que também podem ser chamadas de Dedo Nervoso no Obturador, sempre fotografaram tuuuudo.... família, almoços, sobrinhos em todas as idades, posições, de cima pra baixo, de baixo pra cima, as mil caretinhas, com o vovô, com a titia, com a madrinha, com o vizinho....e mais....passeios, viagens, paisagens, montanha, praia, lojinhas, lembrancinhas, gatos, gatinhos, florzinhas, mais florzinhas....

É claro que pessoas assim possuem quilômetros e quilômetros de negativos de fotos melados, derretendo (afinal a beleza do triacetato de celulose também cansa) e montanhas daqueles albinhos da DePlá, enfiados nos gavetões de armários, em caixas de papelão , embaixo da cama, nas prateleiras da cozinha, embaixo do armário da sala.....chega, precisamos de câmeras digitais !!!!!!!

“Imagina...não quero, ficam aquelas fotos bobocas no computador, cadê o charme da foto impressa?”, foi o que eu disse para minha irmã.

Em vão, porque no Natal seguinte, é claro que minha irmã me presenteou com o meu primeiro fotodiodo sobre silício, minha Sonynha Cyber-Shot 7.2 mega pixels, até Papai Noel se rendeu à cobiça...

Então, põe no automático e sai clicando...

sobrinho - com a Sony Cyber-Shot


família - com a Sony Cyber-Shot

paisagem - com a Sony Cyber-Shot

2 comentários:

Rossana Masiero disse...

Adorei "as irmãs Kodak".
Muito bom.
Agora consegui seguir.

Bjcas
Rossana

Mirian Lamy disse...

legal...irmãs kodak....kkk